Resenha: A matéria dos Sonhos

19:03

Conheci esse livro através de uma ótima resenha do Claramente Insana. A autora da obra, Valéria Martins, entrou em contato comigo e foi super atenciosa, cedendo o livro para que eu lesse e contasse a vocês o que achei. Terminei a leitura em três dias e aqui estou eu. Minha resenha é sincera, mas não é tão boa e caprichada como a de blogs especializados nisso. Espero que vocês possam conhecer "A Matéria dos Sonhos" e entender minha visão sobre o livro. Vamos lá? Clique em Ler Mais para ver o post completo.
Sinopse: Jovem rica e mimada, Mariana sofre uma imensa decepção amorosa às vésperas do casamento e cai em depressão. Seu irmão aventureiro a incentiva a empreender uma viagem a Chapada Diamantina, na Bahia, a fim de espairecer e encontrar um novo rumo. Lá ela se depara com paisagens belíssimas, conhece um modo de vida bem diferente do que estava acostumava, envolve-se com o guia turístico Alex e desfruta a verdadeira amizade com Claudia, menina maluquinha a quem o destino a uniu para sempre. A matéria dos sonhos é um romance sobre busca, amor, amizade e encontro. Romance.
Informações Gerais: Autora: Valéria Martins Editora Jaguatirica Ebook - 290 páginas. R$ 4,50

Além da capa suave, a linguagem é de leitura fácil e sem enrolação. Não curto ler em PDF, mas como a linguagem é leve, mal percebi que estava avançando página por página. Você consegue ler tudo num único dia porque A Matéria dos Sonhos é bacana para passar o tempo.
Apesar de parecer um clichê de novela, a história vai se mostrando diferente e mais realista. Logo no início, a autora conta detalhes da vida dos personagens, seus passados e suas famílias. Isso ajuda a não começar o livro "voando" sem saber quem é quem. Foi interessante ter essa visão geral primeiro. O capítulo inicial é bastante explicativo e você já pode ficar tranquila porque é a base para entender tudo que acontecerá mais para a frente.
Valéria Martins, autora do livro
Uma coisa que vale destacar: a história acontece durante uma viagem à Chapada da Diamantina. Então prepare-se para aproveitar a vasta descrição do local. A autora deve ter feito uma visita antes de escrever ou fez uma pesquisa minuciosa. Isso tudo é um prato cheio para leitores que curtem imaginar direitinho a paisagem.

Em relação ao casal central, Mariana (que acabou de sofrer uma desilusão amorosa) e o guia turístico Alex, preciso confessar que achei que faltou mais química. Não sei se andei lendo livros ou vendo filmes de romances água com açúcar demais, porém senti falta de um convívio maior entre o casal , uma ligação forte, algo que me fizesse "shippar" muito. Ademais, o que acontece entre Mariana e Alex é algo bem mais carnal que romântico, o que implica em algumas passagens de sexo. Mas nem se preocupe, a autora as narrou de uma forma OK, sem aquele exagero de 50 Tons de Cinza.

Eu esperava um pouco mais de reviravolta no final. Porém, o desfecho não deixou tanto a desejar e é diferente do que você imagina quando lê o início e o meio da história. Não é previsível, o que considero um ponto positivo. Ah! E preste atenção nas frases finais: elas são inspiradoras.


Este post é publieditorial.
Gostou? Já leu ou quer ler? Conta para mim nos comentários! Um feliz natal para todos!
Gosta do Trash Rock? Siga-nos no Twitter (@mahpessoaa), no Instagram (@mahpessoaa) e curta a fanpage do Facebook aqui.

Também pode te interessar

7 comentários

  1. Nossa, parece uma delícia essa leitura <3 Ainda mais que se passa em um lugar tão bacana aqui do Brasil.

    Blog Entretanto

    ResponderExcluir
  2. Parece ser uma história meu envolvente apesar das decepções.

    Bejoz.

    www.sempremorenaantenada.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Nossa esse livro parece ser muito legal! gosto bastante de histórias nesse estilo e seria um livro que eu devoraria no mesmo dia se deixar hahaha

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Sou da Bahia e adoro a chapada diamantina, lá é muito lindo e tem várias coisas legais para fazer.

    http://whoisllara.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Falando em chapada diamantina, você sabia que na época do "Paris x Mariana-MG" a chapada diamantina sofreu um incêndio criminoso que perdurou por mais de 20 dias? Eu tenho pirofobia então toda vez que tem fogo a tragédia me choca mais, mas fiquei bolada que ninguém nem comentou sobre isso ): Eu espero que a fauna e a flora de lá possam se recuperar.
    Como assim Mariana, Alex, chapada? Isso tudo soa tão familiar, KKKKKKKKKKKK.
    Boas festas e até mais :*
    http://thesecretshoot.site90.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Máh.
    Eu nunca tinha ouvido falar desse livro, nem da autora. Parece ser bem legal de ler, amei a resenha! Que bom que você aproveitou a leitura ;D
    Tenha um ótimo fim de semana e boas festas! Beijo!
    Borboletas de papel

    ResponderExcluir
  7. A sinopse não me encantou muito, admito. Não é muito o estilo que gosto de ler.
    Não conhecia a autora. Mas seria um bom livro pra descobrir detalhes da Chapada, ganhou pontos positivos. Ótima resenha ♥
    xoxo ♥
    mutant-paradise.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário! Se tiver um blog, coloque o link!