#SeuCabeloSuaEscolha

17:21

A Dove lançou uma campanha com uma mensagem legal para as mulheres e chamou algumas blogueiras para contar sua história de mudanças e aceitação com o próprio cabelo. Não fui convidada, é claro, mas sou intrometida e achei a ideia do #seucabelosuaescolha muito boa, então decidi escrever um pouco sobre meu passado capilar (sim, vai ter foto antiga bizarra kkk) e como aquilo refletiu na minha autoestima. Vai ter textão, mas é por uma boa causa. Clique em Leia Mais para ver o post completo.

Quem me conhece há poucos anos nem imagina que já tive cabelo MUITO cacheado. Um leãozinho adorável, indomável, difícil de pentear, controlar. Só vivia preso porque eu tinha vergonha dele. Eu era apenas uma criança, mas me sentia deslocada porque a maioria das meninas da escola tinha o cabelo liso, com franjinha. Ah, meu sonho era ter uma franja daquelas! Confesso que eu tinha uma lógica errada por pensar que só o cabelo liso era bonito, que eu só seria bonita igual às outras meninas se tivesse um cabelo como aquele. Cachos não eram tão valorizados naqueles anos, não tinha muita gente para incentivar as menininhas a gostarem do seu cabelo cacheado (ou de simplesmente gostar dele como ele era). Então cheguei aos doze anos achando que PRECISAVA alisar. Sonhava com isso. Assim, fui ao salão e fiz escova progressiva. Passei muitas semanas empolgada, me achando a última Cola Cola do deserto. Porém, toda essa euforia  acabou quando percebi que a progressiva mudou para sempre a textura do meu hair. Ele não formou mais cachos nenhum, nunca mais. Odiava aquela raiz esquisita, aquele contraste que apareceu quando a química foi caindo, então busquei outros salões, outros tipos de alisamento até me encontrar no Relaxamento (que faço até hoje!). É um método bem menos agressivo e deixa a aparência mais natural. 
Os anos foram passando, minha cabeça foi mudando e as garotas com cabelo bem cacheado e volumoso ganharam um destaque legal. Um destaque que não existia tanto na minha infância. Essas garotas apoiam cabelos naturais e até falam sobre uma coisa chamada transição capilar (leia sobre isso aqui). Elas têm cabelos lindos, poderosos. Passei a achar incrível! Até a mídia passou a falar mais disso, fazendo o assunto ganhar mais visibilidade e mudando a mente de muitas meninas. Demorou, mas finalmente grande parte da sociedade passou a ver que cabelo cacheado é lindo. Que cabelo liso, ondulado, frisado, trançado e colorido também são. Passamos a ver que ditar uma moda única para os cabelos é furada porque ninguém é igual a ninguém, nenhum cabelo é igual. Acho o máximo e admiro as meninas que decidiram abandonar a química e assumir seus super cachos. Porém, como sou impaciente e me encontrei no meu cabelo atual, não pretendo voltar ao meu antigo. Ele assim, curto e com textura meio indefinida é quem eu sou de verdade. Apesar de não gostar de ficar retocando o relaxamento, ainda faço porque gosto de como meu cabelo está. O tamanho dele e a textura traduzem minha personalidade e gosto disso.
Nunca tive medo de cortar cabelo porque o meu nunca foi longo demais. A época que ele estava maior foi quando eu tinha uns 15, 16 anos, só que ele tinha aparência de ressecado, por isso eu cortava sempre que ia ao salão. Cortava cada vez mais um pouquinho, até chegar ao comprimento que hoje chamam de long bob. Foi depois disso que passei a amar meu cabelo e me joguei nos cortes diferentes, com franja, mais longo na frente, repicado, chanel... Muitas mulheres são inseguras sobre cortes curtos, acham que vai ficar estranho, que não vai mais atrair os homens. O que tenho a dizer é: 1- cabelo cresce. Se não se acostumar, é só cuidar bem que ele cresce 2- Não corte seu hair para agradar ninguém. Você precisa agradar a si mesma! Quer mesmo morrer de calor debaixo de um monte de cabelo só por causa daquele papo furado "homem só gosta de mulher de cabelão"? Miga, não seja trouxiane! Não é só cabelo que te torna atraente! Homens tem gostos diferentes. Você não ficará sozinha por causa do tamanho do seu cabelo. Homem que é homem mesmo não vai deixar de ficar com uma mulher só por causa do corte de cabelo dela.
Meu cabelinho atual ainda tem vida própria, se rebela, mas aprendi a cuidar dele. Se eu tivesse a mente aberta naquela época, não teria alisado, mas hoje em dia não me arrependo tanto porque consegui me adaptar ao resultado de tudo que já fiz. O segredo para qualquer tipo de cabelo é aceitá-lo, conhecê-lo e aprender a cuidar dele do jeito certo. Faça o que quiser com seu cabelo, sem se importar com os julgamentos.Você tem direito de ser cacheada e assumir, mas também tem direito de alisar caso se sinta melhor dessa forma. Você também pode passar a tesoura, pintar daquela cor massa. Deixe seu cabelo ser você.

Gostou? Qual é a sua relação com seu cabelo? Conta pra mim nos comentários!

Também pode te interessar

21 comentários

  1. Otima texto que você criou. Meu cabelo quando criança era liso, daí sempre tem aquelas pessoas que dizem "Algumas pessoas tem a mão ruim" seguindo isso foi o que aconteceu uma garota " Da mão ruim" cortou meu cabelo a partir dai tudo mudou ele ficou feio, seco, volumoso e naquele tempo não sabia cuidar dele; Bom hoje meu cabelo é ondulado e um pouco volumoso mas graças a muitas dicas que aprendi sempre cuido dele!! Antes eu fazia selagem mas resolvi voltar ao meu cabelo natural que não vai demorar muito porque fiz apenas umas 3 vezes ..
    Cada um deve aceitar seu cabelo, seja ele como for!! Hoje em dia tudo está na moda basta ser cuidado pra manter-se brilhoso e bonito!
    :)

    Beijoz..

    www.sempremorenaantenada.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa, amei o texto e amei ver as transformações! Acho que é isso mesmo, cada uma deve aceitar seu cabelo independente de como ele for. Arrasou! Bjs

    www.mayaravieira.com.br

    ResponderExcluir
  3. Amei o texto, eu também me encontrei no meu cabelo atual. Acho que independente de usar química ou não a gente tem que usar o que cabelo que faz a gente se sentir bem.
    Seu cabelo é lindo!
    Beijos
    Infinita Feminice

    ResponderExcluir
  4. Que fofa você pequenininha aaaaaaaawn <3
    Isso de cabelo é meio complicado, mesmo eu nunca tendo vivido essa pressão de que eu era obrigada a ter o cabelo de tal maneira entendo quem já sofreu com isso.
    Esse vídeo da Dove ficou ótimo, gostei muito da mulher com o cabelo colorido, sobre isso ainda existe MUITO preconceito, de que só adolescentes rebeldes podem ter cabelos assim, jamais imaginam que uma mulher de sucesso e adulta pode ter os cabelos azuis. Um dia eu ainda pinto meu cabelo de colorido.

    http://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Amei o texto. Eu amo mudanças e tenho o cabelo meio colorido. É interessante porque eu me achei nas cores e de fato ainda há preconceito com uma coisa tão simples quanto cabelo. A palavra do ano é ACEITAÇÃO. :)

    ❥Blog:Gordices Literárias

    ResponderExcluir
  6. Maravilhoso esse texto! Acho muito legal perceber num post que o nosso cabelo é maravilhoso sim, e o seu é lindo, Marília! Muito massa essa ideia da Dove ter lançado esse comercial, pq a mulher pode ter o cabelo que quiser e todo jeito é lindo!

    Adorei teu post e tua história com seu hair! *-*

    21invernos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Apoiadíssimo Marília, acho que quando a gente passa a aceitar o nosso cabelo do jeitinho que ele é, nossa vida fica muito mais leve. Quem disse que TODO MUNDO tem que ter o mesmo cabelo, o mesmo estilo, o mesmo qualquer-coisa? Cada um na sua, sendo feliz a sua maneira, é a melhor coisa!

    ResponderExcluir
  8. Vi bastante gente divulgando essa campanha e achei bastante legal, eu acho que a gente deve escolher como se sente bem e bonita. O cabelo é algo que influencia muito no que a gente sente.
    xoxo
    mutant-paradise.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Você fica linda de cabelo curto *.*

    www.raposalaranja.com.br

    ResponderExcluir
  10. nhonhonho, que bom que você aprendeu a se amar e se aceitar, sabe?
    acho isso essencial nos dias de hoje, chega de ditadura de beleza, chega das pessoas falarem o que é bonito ou feio, poxa, faz o que você quiser e se sentir bem com isso, até porque, como vc bem disse: cabelo cresce!!
    enfim, seu cabelo está lindo hoje!

    Beijos,
    Isabella
    The Urban Trends

    ResponderExcluir
  11. Amei o texto e a campanha da Dove. Muito legal ver sua mudança conforme os anos foram passando.

    Amei o blog e já estou seguindo :D
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
  12. Adorei!
    Ótimo post. :)

    Bjs, <3
    www.juntasearrumadas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  13. Concordo com você, assino em baixo até!
    Deixar livre essa questão de cabelo, vai de pessoa para pessoa, quem quer cachos faça seus cachos e quem quer liso, deixo-o liso. Sem problemas! :)
    Ótimo post! <3
    Beijos!!

    Blog Impulso Feminino
    Facebook
    Instagram

    ResponderExcluir
  14. Adorei o post amore =D
    Eu tenho o cabelo ondulado e quando tinhas uns 13 anos, resolvi alisar também. Tem muita gente que critica, mas o certo mesmo, é cada um escolher o que é melhor para a pessoa, o importante é se sentir bem não é mesmo =D
    Muito bom o post amore! Adorei as fotos, você é linda!

    Flor, acabei de liberar um post novo lá no blog! Te convido a vir conferir =D

    Beijos
    Amanda Z.
    www.diariodelooks.com

    ResponderExcluir
  15. Adorei!!! É exatamente isso que eu penso quando vou fazer alguma mudança no meu cabelo. Primeiro, cabelo cresce e, segundo, tem muito homem por aí que prefere mulher de cabelo curto sim. Se um não gosta de cabelo curto, outros 1.000 por aí vão gostar. O que torna o cabelo bonito não é o corte, textura ou cor, e sim a atitude ao deixar ele da forma que você mais gosta e mais se sente confiante e bonita. Seu cabelo tá lindo assim hoje e, to pra comentar isso faz um tempo, mas aquela miniatura do vídeo que tá ali na barra lateral, você tá parecendo uma modelo, sério. Adorei!

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
  16. Adorei o texto, meu cabelo também passou por "muitas fases" antes de eu deixar ele cachear completamente. Olho pra fotos de quando eu fazia química nele e penso " caaara, não sou eu u.u " porque é uma mudança super radical. E você está linda com seu cabelo assim!
    Beijos.
    http://meninacacheadasim.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Amo cabelos curtinhos! Eu já cortei o meu bem curtinho e amava, mas ai ao decorrer do tempo deixei ele crescer mais, porém já estou querendo passar a tesoura nele rss
    Beijos,
    Luana Agra - http://sector-12.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Cabelo curto é vicio gente, estou tentando deixar crescer haha.. Achei que essa propaganda da Dove foi a melhor que eu já vi.. Amei..
    Bjs *-*
    http://freemodernage.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. aah, que linda sua tranformação (e suas fotinhos amorzinho tchu tchu tchu de bebe!)
    a campanha é muito boa mesmo!
    <3

    http://flowerthingsbox.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Meu cabelo passou por transformações também mas sempre deixavam-no preso. Quando comecei a entender que me julgariam pelo cabelo, comecei a usar chapinha.
    Hoje, nem secador, nem chapinha. Uso como tem de ser e pronto. :D
    |Sorteio do Livro "Cartas de um escritor solitário |
    |‎Document Your Life | Fevereiro 2016 |
    | FB Page A Bela, não a Fera|

    ResponderExcluir
  21. Hahaha (Não li o textão, mas vou comentar mesmo assim)

    A campanha da Dove foi bem bolada, falar de uma coisa que muitas mulheres ainda não sabem. Cabelo, as pessoas não sabem falar do cabelo e do que ele representa como aparência na pessoa. As pessoas sabem ensinar a como "transformar" seu cabelo. Eu mesma, não sofri traumas com meu cabelo (exceto quando quis pintá-lo de verde e mamãe não permitiu) HAHAHAH... Mas fora isso depois que eu passei a cortar meu cabelo, não parei. xD

    Cabelo diz muito sobre quem você é, então nada mal aceita-lo da forma que ele é, isso é uma forma de aceitar a pessoa que voc~e é.

    Beijos
    Karolini
    http://womenrocker.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário! Se tiver um blog, coloque o link!